AMEAÇA IMINENTE

AMEAÇA IMINENTE

“A cada pequeno evento que eu lembrar ou for lembrado, vou repartindo esta experiência com você.”

Vamos fazer um pequeno histórico para mostrar o que é um exemplo de mudança de atitude frente a uma grande ameaça. Essa mudança de atitude, que é válida até hoje e em qualquer situação, mesmo sem crise, aconteceu em 2009 na Cimento Itaú do Paraná, pertencente à Votorantim Cimentos.

2000: CENÁRIO

  • Elevado crescimento econômico
  • PIB: + 4,4%

2001: AMEAÇA DE FALTA DE ENERGIA

  • Baixa oferta de energia elétrica
  • Avanço do consumo
  • Baixo índice pluviométrico
  • Falta de investimentos no setor

2009: SITUAÇÃO CRÍTICA

  • Níveis dos reservatórios baixos
  • Dificuldade obter licenças ambientais para geração de energia
  • Baixo índice pluviométrico
  • Falta de investimentos no setor (necessário investir 17 bilhões de reais/ano)
  • Falta gás natural para mover usinas térmicas (potencial 7.650MW e em operação 2.800MW)
  • Ampliado consumo de gás nas indústrias de veículos automotores
  • Risco de apagão e colapso na economia do país

2009: Mudança de atitude buscando uma solução de baixo custo e alta eficácia:

  • Busca de conhecimento para conservação de energia elétrica
  • Treinamento do Gerente Geral e Chefe do Setor da Manutenção Elétrica num programa do PROCEL
  • Geração de alternativas para viabilização da prática do aprendizado
  • Criação da CICE: Comissão Interna de Conservação de Energia
  • Nomeado como líder da CICE, o Chefe do Setor da Manutenção, Sr. Luiz Costa

Caso queira conhecer mais de perto a solução que encontramos, nos contate que teremos o maior prazer de conhecer sua empresa e podermos estabelecer juntos uma estratégia para CONSERVAÇÃO DE ENERGIA. Mas amanhã, contaremos mais um pouco de nossa experiência.