CÉLULAS DE APOIO FÁBRICA ITAJAI SC – Episódio 2

CÉLULAS DE APOIO FÁBRICA ITAJAI SC – Episódio 2

“A cada pequeno evento que eu lembrar ou for lembrado, vou repartindo esta experiência com você.”

Células de apoio – Episódio 2

Vamos continuar apresentando mais um pouco das nossas atividades como brigadistas pertencentes à CÉLULA DE APOIO da Fábrica Itajai – SC – Votorantim Cimentos. Quem era o comandante supremo deste TIME EXCEPCIONAL, era o Técnico de Segurança da época e hoje Adm. Jose Vitor.

A tônica sempre foi um excelente preparo do time, para evitar a ocorrência de qualquer anomalia e estar apto para atender qualquer situação caso isso acontecesse. Nossa formação foi complementada pelo Corpo de Bombeiros com desenvolvimentos de várias técnicas prevencionistas e de salvamento.

Desenvolvemos várias atividades com nossas famílias e com a comunidade, sempre num processo de integração mais profundo conosco e com nossa empresa. Vou resumir alguns:

  • Plantio de árvores nativas na Mina de Macacos, em área de bota fora, com familiares e brigadistas.
  • Apoio ao combate de um incêndio num depósito de combustíveis que era nosso vizinho de bairro, somente com alguns brigadistas.
  • Plantio de árvores no morro da Cruz, com participação de universitários, escoteiros, grupo de surf, familiares e brigadistas.
  • Caminhada do Ribeirão do Ouro até Vidal Ramos – 46km, só com brigadistas.
  • Implantação de uma horta comunitária dentro da fábrica, mas com canteiros individualizados para os que eram adeptos a esta prática, com a participação de brigadistas e colaboradores da empresa.
  • Trabalho de contenção da erosão na margem direita do rio Itajai, na nossa divisa, com participação dos brigadistas e dos colaboradores da mineração.
  • Sob a supervisão do Edson do almoxarifado, trabalhamos como voluntários e após os expedientes e em alguns fins de semana, demolindo uma antiga serraria que estava para desabar, construindo um tanque de peixes, produzindo os pilaretes de concreto para cercar o tanque e povoando o lago com peixes, para práticas esportivas de motoristas, colaboradores e seus familiares, além de alunos de uma escola municipal que pertencia à empresa. Depois de cada evento, peixada na sede do clube dos colaboradores. Quando a população de peixes estava no tamanho ideal e a quantidade era muito grande, repovoávamos o rio Itajaí.

Se estiver gostando, amanhã tem mais um episódio, com um epílogo desta CÉLULA DE APOIO.