COMPETITIVIDADE – Empunhe essa “Bandeira”

Muitas vezes o gestor quer que o time que ele lidera, foque numa filosofia que seja incorporada de forma simples e participativa, visando a Excelência dos Resultados. Melhor ainda é quando isto brota de uma decisão estabelecida pelo próprio grupo como prioridade a ser avaliada e incorporada.

Caso analisado: um time de manutenção da área de máquinas e veículos sentiu a necessidade de criar uma metodologia bem simples, que pudesse ser aplicada e ir se acumulando com outras iniciativas dentro da mesma filosofia, encontrando a melhor prática nas ações de cada componente do time. Como esse time era conhecedor de várias ferramentas de gestão na busca da competitividade, era necessário que o foco fosse concentrado e todos agissem naquela direção.

Solução simples: foi escolhida uma sistemática onde no início de cada semana, através de brainstorm e depois da definição de prioridade  utilizando a metodologia de Análise de Situação, definia-se a “bandeira” – frase curta que resumia o objeto e a ação a ser adotada. Um exemplo de uma das bandeiras: “satisfação do usuário”. Assim, naquela semana, cada um dava o melhor de si, otimizando procedimentos e os incorporando ao dia a dia, que pudessem contribuir para a melhor competitividade em sua área de eficácia. Cada um anotava o que havia introduzido de melhoria, para no final de semana, avaliar os ganhos obtidos no departamento de manutenção. Sempre que possível esse ganho era medido, para poder ser incorporado e administrado. Se alguma atividade não era dentro daquela bandeira, ficava fácil o questionamento e a imediata melhoria, por qualquer pessoa do time ou dos usuários da manutenção.

Resultado obtido: todos os colaboradores iam trocando ideias entre si, otimizando-a e maximizando o resultado global, através do Kaizen. Esses novos procedimentos eram incorporados aos anteriormente adotados, o que foi tornando o ganho, potencializado-o permanentemente.

Lauro Volaco – Sócio diretor IBC