Ferramenta de Gestão: 8S

Com o estreitamento que temos desenvolvido com vários segmentos de profissionais, mas em particular, engenheiros, arquitetos e administradores de empresas, temos observado uma enorme carência de ferramentas de gestão que permitam que estes profissionais possam ter sua gestão mais eficaz.
Observa-se que na formação acadêmica, cada vez mais estes profissionais, incluindo os mais jovens, estão supercapacitados com cursos de graduação em boas escolas, pósgraduação, mestrado, doutorado, especialização, etc.

O que encontramos em comum é a mesma problemática: faltam recursos teórico/práticos para que os mesmos saibam o “como” aplicar estes conhecimentos para o equacionamento de seu dia-a-dia.
A origem desta dificuldade é simples de ser encontrada: as nossas faculdades/universidades transferem conhecimentos técnicos em cada uma destas especialidades, mas não dão o conhecimento necessário de ferramentas de gestão que permitam aos seus formados, escolher aquela que possa trazer maior eficácia para o equacionamento e solução prévia de problemas potenciais. O que ocorre então, é que precisa ser gasto um tempo enorme e que cada vez é mais escasso, para solução de um problema que já se manifestou.

Outro fator importante é transmitir exemplos práticos com o uso destas ferramentas, pois não são muitos os professores/mestres/doutores que tiveram oportunidades de vivência de campo. A própria exigência na sua graduação, força a busca de títulos cada vez mais intensamente, para que possam ocupar os melhores postos em sua carreira profissional.

Ficamos positivamente felizes, por termos proposto algumas palestras em entidades de classe de engenheiros, arquitetos e administradores, da ferramenta 8S, verificando altíssimo interesse por este conhecimento específico. No Sindimetal-PR, onde havia sido previsto somente uma apresentação de uma palestra sobre o 8S para 100 pessoas (capacidade máxima do auditório), precisou ser desdobrada em 3 eventos, para atender os mais de 300 interessados. A mesma proposta foi feita e aceita no CREA-PR e na CRA-PR, onde mais profissionais destas especialidades vão ter a oportunidade de conhecê-la. Ainda no mês de junho, foi realizada uma palestra no IEP – Instituto de Engenharia do Paraná.

No Sindimetal-PR, onde estas palestras foram patrocinadas pelo MNREB, notou-se uma ampla gama de empresas e profissionais ávidos por este conhecimento, tais como: indústrias moveleiras,alimentícias, siderúrgicas, cimento, automobilística, metalúrgicas, seguradoras, órgãos públicos municipais/estaduais e federais, consultorias, transportadoras,hospitais e clínicas, escolas, consultorias e outros segmentos. Observa-se que entidades como a ONG MNREB, acabam sendo um meio democrático de dissipar o conhecimento destas metodologias, para um amplo segmento da sociedade, com “custo zero”.
Vários desdobramentos estão ocorrendo, para sair do conhecimento sintético do 8S para treinamentos e workshops em faculdades e empresas, pois querem o assessoramento do IBC para que esta metodologia seja amplamente conhecida e implantada.

Estamos convencidos que as empresas mais ágeis na tomada de decisão e firmeza para implantar esta ferramenta, irão ter um retorno em seu investimento muito rápido e também colher resultados significativos imediata e continuamente. Ganharão vantagem competitiva, aquelas organizações que tiverem uma atitude positiva, determinada e veloz para poderem passar do treinamento e desenvolvimento do seu time estratégico, para a implantação de um plano piloto, correções de rumo para as suas peculiaridades e extensão tão breve quanto possível, para todas as demais áreas. O melhor resultado contece quando todos dominam a técnica da ferramenta.

O IBC estará sempre pronto para ser o elo para tornar intenções em realidade naquilo que pode aumentar sua competitividade, atingir a “excelência dos seus resultados” e assegurar a perenidade de suas organizações.